Policiais

Ex-rainha de bateria é morta por namorado após noivado da irmã

Publicado dia 28/08/2017 às 09h27min
Jovem era uma mulher muito batalhadora. Ela estava estudando para conseguir melhorar suas condições financeiras

    Gláucia Machado ficou conhecida em sua cidade natal, Jardim do Paço, em Angatuba, em São Paulo, por ter sido #rainha de bateria. Aos 32 anos, no entanto, Gláucia acabou tendo um fim que em nada tem a ver com o #Carnaval, uma das festas mais felizes do Brasil. Gláucia Machado, de 32 anos, estava em um noite que era para ser de comemoração, mas tudo acabou de maneira cruel. A ex-rainha de bateria acabou sendo assassinada por estrangulamento na madrugada deste domingo (27). Marcelo Oliveira, o namorado dela, confessou o crime, motivado por ciúmes.

De acordo com informações do portal de notícias G1, que repercutiu o caso, a morte aconteceu após Gláucia sair da festa de noivado da própria irmã. Ela teria sido morta por estrangulamento pelo homem que tanto amava.

A Polícia Civil deu mais detalhes sobre o caso e disse que a ex-rainha de bateria até chegou a ser socorrida, mas que, infelizmente, acabou não sobrevivendo às feridas.

A jovem era uma mulher muito batalhadora. Ela estava estudando para conseguir melhorar suas condições financeiras. Glaucia estava já no último ano do curso que sonhava. Ela cursava psicologia e ficava muito feliz pelo seu passado. Em sua cidade, todo mundo a conhecia pelo samba no pé. A bela jovem era adorada por todos por ter sido rainha de bateria.

Em 2014, por exemplo, Gláucia chegou a dar entrevistas para os mais diversos veículos de comunicação, por ter chegado ao número de quinze vezes à frente da agremiação.

A jovem se dizia muito feliz por mais essa conquista em sua vida. A morte da ex-diva do Carnaval local foi noticiada também pela afiliada da TV Globo na região.

O único acusado do crime é Marcelo Oliveira, de 36 anos. De acordo com ele, que agora está em uma cadeia público da cidade de Piraju, no estado de São Paulo. o crime foi motivado por ciúmes. Marcelo revela que ele e Glaucia tiveram uma forte discussão logo após o noivado da irmã dela. Ele deve responder por violência doméstica e homicídio qualificado, mas a polícia não descarta a inclusão de feminicídio. O crime gerou revolta em toda a região.

Fonte: g1.com