Policiais

Operação prende 19 suspeitos de fraude no Instituto de Previdência de João Pessoa

Publicado dia 28/08/2017 às 09h24min
Foram cumpridos 19 mandados de prisão preventiva, 22 mandados de busca e apreensão e ainda 14 conduções coercitivas

    As Polícias Civil e Militar  da Paraíba participaram na quinta-feira (24)  da operação ‘Parcela-Débito’ em conjunto com a Controladoria Geral do Município de João Pessoa  e  que foi deflagrada pelo Ministério Público da Paraíba, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO).

De acordo com o delegado Allan Terruel, titular do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, foram cumpridos 19 mandados de prisão preventiva, 22 mandados de busca e apreensão e ainda 14 conduções coercitivas. A operação serviu para desarticular uma quadrilha que fraudava a folha de pagamento do Instituto de Previdência do Município de João Pessoa (IPM), envolvendo recursos no montante de R$ 25 milhões. O período investigado foi entre os anos de 2012 a 2016. Servidores da Prefeitura Municipal de João Pessoa estão entre os presos, inclusive, integrantes da Diretoria de Tecnologia do IPM.  As investigações contaram com o apoio da atual Superintendência do IPM.

Investigações apontam que  os envolvidos inseriam gratificações irregulares nas fichas financeiras sem que os valores fossem creditados nas contas dos aposentados ou pensionistas, sendo creditados nas contas de um determinado grupo de pessoas; aumentavam irregularmente gratificações de aposentados para que os valores fossem repassados a terceiros; mantinham irregularmente pensionistas na folha de pagamento acima da idade-limite, visando a que os valores fossem desviados, entre outras.As irregularidades foram detectadas durante auditorias realizadas pela Controladoria do Município no segundo semestre de 2016, que imediatamente comunicou ao Ministério Público.

Fonte: Polícia Civil